Cavalo de Aço Resumo | Personagens | Trilha Sonora

Confira o resumo da novela Cavalo de Aço desde o primeiro capítulo. Além do resumo você terá informações sobre a história, personagens e trilha sonora. Fique por dentro das novidades das novelas, aqui você encontra o resumo completo de Cavalo de Aço e de todas as novelas da Globo.

Sobre a Novela Cavalo de Aço

◘ Período de exibição: 24/01/1973 – 18/08/1973
◘ Horário: 20h
◘ Nº de capítulos: 179
◘ Autoria: Walther Negrão
◘ Supervisão: Daniel Filho
◘ Direção: Walter Avancini

Em busca de vingança pelo assassinato dos pais, o maquinista Rodrigo (Tarcísio Meira) lidera uma rebelião contra o inescrupuloso latifundiário Max (Ziembinski), que domina com mão de ferro a comercialização de madeira, principal atividade econômica da região onde está localizada a fictícia Vila da Prata, no interior do Paraná. O jovem conta com a ajuda dos amigos Santo (Carlos Vereza), Brucutu (Stênio Garcia), Professor (José Lewgoy) e Sabá (Dary Reis) para enfrentar o empresário criminoso. Ao longo da trama, ele se divide entre o amor da fazendeira Miranda (Glória Menezes) e o da filha de seu inimigo, Joana (Betty Faria). Max é assassinado, e a identidade do criminoso só é revelada nos capítulos finais: a vilã Lenita (Arlete Salles).

Resumo de Todos os Capítulos da Novela Cavalo de Aço

** Resumo dos capítulos ainda não disponível

O nome da novela estava relacionado ao fato de os personagens centrais andarem de motocicletas, que seriam os “cavalos de aço”. Um destes cavaleiros, Rodrigo Soares, está de volta à cidade fictícia de Vila da Prata, interior do Paraná, disposto a vingar o extermínio de sua família ocorrido em sua infância. O responsável pelo massacre é o inescrupuloso Max, um latifundiário que controla com a comercialização da madeira, que é a principal atividade econômica da região. O objetivo de Rodrigo é único: vingar a morte dos pais e recuperar tudo deles que havia sido roubados por Max, que lhe pertence por direito. Ele irá liderar uma rebelião contra o latifundiário, e contara com a ajuda de seus amigos – Santo, Brucutu, Professor e Sabá – que apóiam em sua luta. Em meio à disputa, Rodrigo se vê envolvido, ao mesmo tempo, com Miranda, uma fazendeira rude, e Joana, a filha mimada de Max, e ele acabara se dividindo entre o amor das duas.

O enredo falava de reforma agrária, mas o assunto foi proibido na novela pela censura. O autor, então, passou a abordar o problema do tráfico de drogas, pondo os protagonistas liderados por Rodrigo como combatentes do tráfico. Entretanto, a censura tornou a agir, e a história do meio para o fim passou a ter outro entrecho: Max é assassinado, e a identidade do autor é desconhecida. Depois de muitas pistas falsas foi descoberto que o assassino era Lenita, num crime por vingança em relação à problemas familiares.

Em 1988, o autor reutilizou vários aspectos da novela na sua obra Fera Radical, no horário das 18h.

Walther Negrão conta que a ideia básica da novela surgiu a partir de histórias contadas por um cunhado seu, que tinha negócios em uma região de pinhais no Sudeste do Paraná. Ladrões de madeira cortavam os troncos dos pinheiros durante a madrugada e, em seguida, atiravam as toras no rio, onde elas eram recolhidas por jangadas de madeira. Fascinado pela descrição, o autor visitou a região e decidiu escrever uma história a respeito. Como a Rede Globo ainda não tinha estrutura para uma produção desse porte, decidiu-se realizar as gravações no Rio de Janeiro, usando eucaliptos.

Tarcísio Meira conta que, em uma cena gravada no Rio Guandu, em Itaguaí, Rodrigo, Miranda (Glória Menezes) e Carlão (Milton Moraes) tentam levar a madeira de Vila da Prata para vender às serrarias. A bordo de um pequeno barco a motor, que reboca uma balsa lotada de toras de madeira, os três navegam pelo rio turbulento, quando Max manda seus capangas explodirem a balsa. Por orientação do diretor Walter Avancini, Tarcísio Meira, que estava no comando do barco, começou a navegar em círculos para pular as ondas causadas pela pequena explosão provocada pela produção. Durante uma dessas manobras, o barco adernou e os três caíram na água. Os atores por pouco não conseguem escapar da correnteza, mas foram salvos pela equipe de produção.

Pode-se dizer que as gravações de Cavalo de Aço foram marcadas pela canção Asa Branca, embora ela não fizesse parte da trilha da novela. Carlos Vereza lembra que infernizava o resto do elenco e a equipe técnica tocando repetidamente a música em sua flauta de bambu. O ator havia improvisado um tema para a flauta, que chegou a ser tocado durante a novela, mas nos intervalos das gravações ele tocava sempre, à exaustão, a música de Luiz Gonzaga, a única que conhecia. Até que, um dia, desesperado, o colega Paulo Goulart deu ao ator o telefone do músico Altamiro Carrilho e recomendou-lhe que aprendesse a tocar flauta transversa. Vereza aceitou o conselho e aprendeu a tocar o instrumento.

O ator Carlos Vereza conta que foi preso pelo Dops durante as gravações de Cavalo de Aço, ficando vários dias detido em uma cela e sendo submetido a interrogatórios. Os militares estavam convencidos de que o ator estava de posse de duas importantes informações: a localização de um dos guerrilheiros mais procurados do Rio de Janeiro e a identidade do assassino do velho Max. Carlos Vereza se recusou a responder às duas perguntas. Oito dias depois, foi solto em uma rua do Leblon e, no mês seguinte, retornou às gravações. Cavalo de Aço foi a segunda novela dirigida por Walter Avancini na TV Globo, depois do sucesso de Selva de Pedra (1972).

Em Cavalo de Aço, Stênio Garcia estreava na TV Globo e José Lewgoy ganhava seu primeiro papel de destaque na emissora.

Elenco:

Arlete Salles – Lenita
Betty Faria – Joana
Carlos Vereza – Santo
Castro Gonzaga – tabelião
Cláudio Cavalcanti – Aurélio
Darcy de Souza
Dary Reis – Sabá
Edson França – Lucas
Elizangela – Teresa
Fabio Sabag – Patrocínio Cardoso
Francisco Milani – Moraes
Fúlvio Stefanini – agente federal
Germano Filho
Glória Menezes – Miranda
José Lewgoy – Professor
José Wilker – Atílio
Maria Luiza Castelli – Marta
Mário Lago – Inácio
Mario Petraglia
Milton Moraes – Carlão
Milton Villar – Jorge
Myrian Pires – Benvinda
Paulo Gonçalves – Tobias
Paulo Padilha
Reinaldo Gonzaga
Renata Sorrah – Carminha
Ricardo Garcia
Rosana Garcia

Sérgio Mansur
Sônia Oiticica – Catarina
Stênio Garcia – Brucutu
Suzana Gonçalves – Bisteca
Sylvia Guimarães
Talita Miranda
Tarcísio Meira – Rodrigo
Tony Ferreira

Urbano Lóes
Walter Mattesco – Dr. Renato
Ziembinski – Max
Zilka Sallaberry

Elenco / Personagens

MAX (Zbigniew Ziembinski) – Latifundiário, domina a região de Vila da Prata. Pai de Joana (Betty Faria).

RODRIGO (Tarcísio Meira) – Maquinista, busca vingança pela morte dos pais. Envolve-se com Miranda (Glória Menezes) e Joana (Betty Faria).

MIRANDA (Glória Menezes) – Fazendeira, envolve-se com Rodrigo (Tarcísio Meira).

JOANA (Betty Faria) – Filha de Max (Ziembinski), envolve-se com Rodrigo (Tarcísio Meira).

LENITA (Arlete Salles) – vilã e assassina do latifundiário Max (Ziembinski).

AURÉLIO (Cláudio Cavalcanti) – Piloto do avião de Max (Ziembinski).

ATÍLIO (José Wilker) – Assecla de Max (Ziembinski).

CARLÃO (Milton Moraes) – Marido de Marta (Maria Luiza Castelli), pai de Teresa (Elizangela) e Santo (Carlos Vereza).

TERESA (Elizangela) – Filha de Marta (Maria Luiza Castelli) e Carlão (Milton Moraes), irmã de Santo (Carlos Vereza). Jovem rebelde.

MARTA (Maria Luiza Castelli) – Mãe de Teresa (Elizângela) e Santo (Carlos Vereza), casada com Carlão (Milton Moraes).

Trilha Sonora Nacional e Internacional

Nacional:
Homem de Verdade
Compositores: Guto Graça Mello / Nelson Motta
Intérprete: Djalma Dias

Viva Suarez!
Compositores: Guto Graça Mello / Nelson Motta
Intérprete: Claudio Ornelas

Marcas
Compositores: Guto Graça Mello / Nelson Motta
Intérprete: Quarteto Uai

Um Filho de Deus
Compositores: Guto Graça Mello / Nelson Motta
Intérprete: Orquestra Som Livre

Cavalo de Aço
Compositores: Guto Graça Mello / Nelson Motta
Intérprete: Guto e Coral Som Livre

De Olhos Abertos
Compositores: Guto Graça Mello / Nelson Motta
Intérprete: Orquestra e Coro Som Livre

Pé na Estrada
Compositores: Guto Graça Mello / Nelson Motta
Intérprete: Quarteto e Coro Som Livre

Idade: 17
Compositores: Guto Graça Mello / Nelson Motta
Intérprete: Evinha e Trio Esperança

Contratempo
Compositores: Guto Graça Mello / Nelson Motta
Intérprete: Guto Graça Mello

Na Tarde
Compositores: Guto Graça Mello / Nelson Motta
Intérprete: Quarteto Uai

Um Só Corpo
Compositores: Guto Graça Mello / Nelson Motta
Intérprete: Marcio Lott

Internacional:
Don’t Mess With Mr. “T”
Compositores: Marvin Gaye
Intérprete: Marvin Gaye

Superman
Compositores:
Intérprete: Excelsior

Why Can’t We Live Together
Compositores: Timmy Thomas
Intérprete: Timmy Thomas

Daddy Could Swear, I Declare
Compositores: M. Knight / G. Knight / J. Bristol
Intérprete: Gladys Knight & The Pips

Last Tango in Paris
Compositores: Dori Previn/ Gato Barbieri
Intérprete: Jean Pierre Sebastian

This is a Love Train
Compositores:
Intérprete: Joe Jackson

Tarcisiu’s Theme
Compositores:
Intérprete: Free Sound Orchestra

Don’t Say Goodbye
Compositores: Paul Bryan / Jim Saloman / Chrystian
Intérprete: Chrystian

Superstition
Compositores: Stevie Wonder
Intérprete: Stevie Wonder

Iron Horse
Compositores: Christie
Intérprete: Excelsior

“T” Plays It Cool
Compositores: Marvin Gaye
Intérprete: Marvin Gaye

Together
Compositores:
Intérprete: Think Tank

The Snake
Compositores: R. Benator
Intérprete: El Chicles

Autumn Love Theme
Compositores:
Intérprete: Free Sound Orchestra

0 Comentário para: “Cavalo de Aço Resumo | Personagens | Trilha Sonora

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *