Araponga Resumo | Personagens | Trilha Sonora

Confira o resumo da novela Araponga desde o primeiro capítulo. Além do resumo você terá informações sobre a história, personagens e trilha sonora. Fique por dentro das novidades das novelas, aqui você encontra o resumo completo de Araponga e de todas as novelas da Globo.

Sobre a Novela Araponga

◘ Período de exibição: 15/10/1990 – 30/03/1991
◘ Horário: 21h30
◘ Nº de capítulos: 143
◘ Autoria: Dias Gomes, Lauro César Muniz e Ferreira Gullar
◘ Direção: Cecil Thiré, Lucas Bueno e Fred Confalonieri
◘ Direção geral: Cécil Thiré
◘ Direção executiva IV: Ítalo Granato

Parodiando antigos filmes de espionagem e com uma trama bem-humorada, Araponga faz um retrato da vida em um grande centro urbano, o Rio de Janeiro, através do policial federal Aristênio Catanduva (Tarcísio Meira), o Araponga. O atrapalhado detetive Aristênio tenta convencer seus superiores da necessidade de reativar o Serviço Nacional de Informações (SNI), extinto órgão de inteligência do regime militar, para o qual trabalhou. Para isso, ele passa a exagerar em seus relatos sobre os casos que investiga, como a morte do senador Petrônio Paranhos (Paulo Gracindo), assassinado em um motel onde estava sendo entrevistado pela jornalista Magali Santana (Christiane Torloni). Apesar da idade, o senador mantinha um romance com a jovem Arlete (Carla Marins), e a jornalista estava interessada em informações sobre o caso. O político também era vigiado por Araponga, que começa a criar ligações imaginárias entre possíveis envolvidos e prováveis situações que explicariam o crime. Seu informante, Tuca Maia (Taumaturgo Ferreira), reforça os delírios de Araponga, contando-lhe mentiras sobre os acontecimentos. Araponga é o retrato do anti-herói.

Apesar de fazer sucesso com as mulheres, Araponga as trata com absoluta indiferença. Não conseguiu manter seu casamento com Jurema (Ângela Vieira), pois tinha a sensação de estar traindo sua mãe, dona Marocas (Zilka Sallaberry), que o trata como um menino. Para completar, é fetichista e faz coleção de calcinhas.

Resumo de Todos os Capítulos da Novela Araponga

** Resumo dos capítulos ainda não disponível

Escrita por Dias Gomes, Lauro César Muniz e Ferreira Gullar, dirigida por Cecil Thiré, Lucas Bueno e Fred Confalonieri.1 Foi a 28ª e última “novela das dez” exibida pela emissora.

A morte do Senador Petrônio Paranhos é o ponto de partida. O senador falece ao dar uma entrevista à jornalista Magali Santanna, que está interessada em saber sobre o seu romance com a jovem Arlete, uma moça ambiciosa que está disposta a engravidar do velho senador através da fertilização in vitro. Só que a morte do senador ocorreu numa situação adversa. Magali aceitou entrevistar o senador num quarto de motel, condição imposta por ele, e acaba ficando numa situação difícil.

Todos esses acontecimentos estão sendo investigados por Aristênio Catanduva, um detetive atrapalhado de codinome Araponga que trabalha para a Polícia Federal, depois de muitos serviços prestados ao Regime Militar. Mas Araponga conserva as mesmas ideias e os mesmos hábitos do velho regime. Tanto que tenta convencer seus superiores da necessidade de reativar o Serviço Nacional de Informações (SNI), órgão da polícia política do Regime Militar.

Araponga, que vigiava o senador falecido, começa a criar elos imaginários entre pessoas e situações. Suas ideias delirantes são reforçadas pelas mentiras do informante Tuca Maia, um malandro que vai trabalhar no mesmo jornal que Magali.

A novela foi exibida no horário das 21h30, anteriormente ocupado pela linha de shows da Rede Globo, suspensa durante a exibição da novela. A Globo criou a trama para concorrer com Pantanal, da TV Manchete, que começava um pouco antes de terminar Rainha da Sucata, a atração das oito na Globo que criou este novo horário.

Araponga tornou-se uma gíria para se referir aos profissionais da espionagem e da contraespionagem. “Araponga” era o nome do protagonista, ex-espião do SNI. Segundo o coautor, Ferreira Gullar, a ideia foi de Dias Gomes, que partiu do facto de que os espiões escolhiam nomes de aves como cognomes, com medo de serem descobertos. E as arapongas são aves que emitem sons metálicos, estridentes, exatamente o oposto da discrição pretendida pelos espiões.

Retorno de Darlene Glória a televisão, um dos destaques do teatro de revista e do cinema brasileiro na década de 1970.

Foi a segunda novela da modelo Luiza Brunet, com desempenho medíocre. Sua primeira actuação havia sido em Cambalacho, em 1986. Ela voltaria a actuar em O Mapa da Mina, em 1993, e, pela última vez, segundo a própria modelo, na segunda versão da novela Anjo Mau, em 1997. Luiza esteve na capa da trilha sonora nacional & internacional da novela.

Primeira novela de Ângela Vieira na Globo.1 Ela já havia trabalhado em sketchs humorísticos Planeta dos Homens e Viva o Gordo e na minissérie Parabéns pra Você.

O carro em que aparece na abertura é um Ford Landau, considerado o carro mais luxuoso do Brasil nos anos 80.

Elenco / Personagens

ARAPONGA (Tarcício Meira) – Codinome de Aristênio Catanduva, policial federal e ex-agente do Serviço Nacional de Informações (SNI), órgão que gostaria que fosse reativado. Tem grande admiração pelo agente secreto britânico James Bond e, como ele, exerce grande fascínio sobre as mulheres. Foi casado com Jurema (Ângela Vieira), mas separou-se por ter a sensação de estar traindo sua mãe, dona Marocas (Zilka Sallaberry), que o trata como uma criança indefesa, obrigando-o a tomar remédios e preparando, todas as noites, sua mamadeira. É asmático, fetichista, coleciona calcinhas.

MAGALI SALDANHA (Christiane Torloni) – Jornalista atuante, prática e combativa. É filha do general Perácio (Ary Fontoura) e de Zuleide (Eloísa Mafalda) e irmã de Peracinho (Edgard Amorim). Magali é casada com o astrônomo Érico Saldanha (Paulo José), mas seus temperamentos são totalmente opostos, o que dificulta o relacionamento. Chegam à conclusão de que um filho poderia melhorar o casamento, mas se deparam com a esterilidade de Érico. Para resolver o problema, resolvem fazer inseminação artificial.

ÉRICO SALDANHA (Paulo José) – Astrônomo, marido de Magali (Christiane Torloni), trabalha no Observatório Nacional. Vive em outro mundo, perdido em suas observações e pesquisas, o que irrita Magali, uma mulher prática. Seu grande hobby é a música e toca contrabaixo. É apaixonado pela esposa, mas seu temperamento instável complica a relação.

TUCA MAIA (Taumaturgo Ferreira) – Nascido e criado em Sem Peixe, no interior de Minas. Arthur da Costa Maia é ambicioso e tem projetos que sua cidade não pode suportar. É noivo de Nininha (Dira Paes) e um rapaz simpático, envolvente, oportunista e falante. Tenta a sorte no Rio de Janeiro, onde se torna informante de Araponga (Tarcício Meira) e reforça os delírios do detetive ao lhe contar mentiras sobre os acontecimentos.

JOÃO PAULO NOGUEIRA (Flávio Galvão) – um homem bem apessoado, prático e objetivo. Casou-se com Tamara (Lúcia Veríssimo) por conveniência, apenas por ela ser herdeira de uma grande fortuna. Na verdade, é apaixonado por Magali (Christiane Torloni), sendo capaz de tudo para ficar com ela, inclusive trair a confiança de seu grande amigo Érico (Paulo José), marido da amada. É assessor do sogro, o senador Petrônio Paranhos (Paulo Gracindo), e acaba envolvido na morte dele.

TAMARA NOGUEIRA (Lúcia Veríssimo) – filha do senador Petrônio Paranhos (Paulo Gracindo) e de dona Zora (Heloísa Helena) e casada com João Paulo (Flávio Galvão), a quem ama com obsessão. É bonita, inteligente e culta. Quando está sóbria, torna-se chata e muito ciumenta. Quando está embriagada, fica alegre e engraçada. Por conta disso, seu marido a estimula a beber. É amiga de Magali (Christiane Torloni) e sabe da paixão de seu marido por ela. Por isso, no fundo, detesta-a. Assume a direção dos negócios da família após a morte do pai.

ARAPONGA (Tarcício Meira) – Codinome de Aristênio Catanduva, policial federal e ex-agente do Serviço Nacional de Informações (SNI), órgão que gostaria que fosse reativado. Tem grande admiração pelo agente secreto britânico James Bond e, como ele, exerce grande fascínio sobre as mulheres. Foi casado com Jurema (Ângela Vieira), mas separou-se por ter a sensação de estar traindo sua mãe, dona Marocas (Zilka Sallaberry), que o trata como uma criança indefesa, obrigando-o a tomar remédios e preparando, todas as noites, sua mamadeira. É asmático, fetichista, coleciona calcinhas.

MAGALI SALDANHA (Christiane Torloni) – Jornalista atuante, prática e combativa. É filha do general Perácio (Ary Fontoura) e de Zuleide (Eloísa Mafalda) e irmã de Peracinho (Edgard Amorim). Magali é casada com o astrônomo Érico Saldanha (Paulo José), mas seus temperamentos são totalmente opostos, o que dificulta o relacionamento. Chegam à conclusão de que um filho poderia melhorar o casamento, mas se deparam com a esterilidade de Érico. Para resolver o problema, resolvem fazer inseminação artificial.

ÉRICO SALDANHA (Paulo José) – Astrônomo, marido de Magali (Christiane Torloni), trabalha no Observatório Nacional. Vive em outro mundo, perdido em suas observações e pesquisas, o que irrita Magali, uma mulher prática. Seu grande hobby é a música e toca contrabaixo. É apaixonado pela esposa, mas seu temperamento instável complica a relação.

TUCA MAIA (Taumaturgo Ferreira) – Nascido e criado em Sem Peixe, no interior de Minas. Arthur da Costa Maia é ambicioso e tem projetos que sua cidade não pode suportar. É noivo de Nininha (Dira Paes) e um rapaz simpático, envolvente, oportunista e falante. Tenta a sorte no Rio de Janeiro, onde se torna informante de Araponga (Tarcício Meira) e reforça os delírios do detetive ao lhe contar mentiras sobre os acontecimentos.

JOÃO PAULO NOGUEIRA (Flávio Galvão) – um homem bem apessoado, prático e objetivo. Casou-se com Tamara (Lúcia Veríssimo) por conveniência, apenas por ela ser herdeira de uma grande fortuna. Na verdade, é apaixonado por Magali (Christiane Torloni), sendo capaz de tudo para ficar com ela, inclusive trair a confiança de seu grande amigo Érico (Paulo José), marido da amada. É assessor do sogro, o senador Petrônio Paranhos (Paulo Gracindo), e acaba envolvido na morte dele.

TAMARA NOGUEIRA (Lúcia Veríssimo) – filha do senador Petrônio Paranhos (Paulo Gracindo) e de dona Zora (Heloísa Helena) e casada com João Paulo (Flávio Galvão), a quem ama com obsessão. É bonita, inteligente e culta. Quando está sóbria, torna-se chata e muito ciumenta. Quando está embriagada, fica alegre e engraçada. Por conta disso, seu marido a estimula a beber. É amiga de Magali (Christiane Torloni) e sabe da paixão de seu marido por ela. Por isso, no fundo, detesta-a. Assume a direção dos negócios da família após a morte do pai.

NININHA (Dira Paes) – Noiva de Tuca Maia (Taumaturgo Ferreira), a quem namora desde a infância, e sobrinha de Coló (Maria Odete). Mantém-se virgem aos 22 anos e com sonhos de realização pessoal sufocados. É uma jovem meiga e deslumbrada, acreditando piamente nas mentiras que Tuca lhe conta.

GENERAL PERÁCIO (Ary Fontoura) – Marido de Zuleide (Eloísa Mafalda) e pai de Magali (Christiane Torloni) e Peracinho (Edgard Amorim). O general reformado é exageradamente preocupado com segurança, faz frequentes exercícios de defesa contra assaltos, tendo criado vários sistemas de alarme, e organiza um esquema de segurança entre os moradores de sua rua. Torna-se síndico do seu condomínio e transforma os funcionários em uma espécie de soldados.

PERACINHO (Edgard Amorim) – Filho de Perácio (Ary Fontoura) e de Zuleide (Eloísa Mafalda) e irmão de Magali (Christiane Torloni). O rapaz não tem boa índole, é farrista, mulherengo, e tem um temperamento violento. Vive uma relação conflituosa com o pai e sente uma compulsiva atração pela marginalidade, talvez como forma de agredir a figura paterna. Empurra a namorada, Arlete (Carla Marins), para um grande golpe. Ela se envolve com o senador Petrônio (Paulo Gracindo) na intenção de engravidar e garantir uma boa herança, tudo em comum acordo com Peracinho.

ZULEIDE (Eloísa Mafalda) – Esposa do general Perácio (Ary Fontoura), mulher extremamente vaidosa, sempre fazendo plásticas para conservar a aparência jovem. O temperamento autoritário do marido a afasta dele, o que faz com que ela sinta atração por outras pessoas. Envolve-se com Tuca Maia (Taumaturgo Ferreira), que se aproveita da situação para obter dela vários favores. É mãe de Magali (Christiane Torloni) e Peracinho (Edgard Amorim).

FREI BERNARDO (Gracindo Jr.) – Frade franciscano, um homem de mente arejada, culto, inteligente, socialmente engajado e moderno. Apesar de tudo isso, vive permanentemente em conflito, procurando conciliar os avanços da ciência e as transformações sociais com as posições dogmáticas da Igreja Católica. Em alguns momentos, vê São Francisco e ouve a voz de Deus. É amigo íntimo da família do general Perácio (Ary Fontoura).

SENADOR PETRÔNIO PARANHOS (Paulo Gracindo) – Participação nos primeiros capítulos da novela. O senador é um político habi1idoso e conservador, candidato potencial à Presidência da República. Apesar de septuagenário, demonstra uma vitalidade espantosa. Casou-se com Zora (Heloísa Helena), com quem teve Tamara (Lúcia Veríssimo), mas possui outras famílias e filhos, segredo só revelado após sua morte. Entre suas amantes está a jovem Arlete (Carla Marins). O senador foi assassinado em um motel onde estava sendo entrevistado pela jornalista Magali Santana (Christiane Torloni).

DR. JANSEN (Ewerton de Castro) – Cientista apaixonado por Engenharia Genética. Possui uma clínica ultramoderna onde realiza, entre outras experiências, inseminação artificial e fertilização in vitro. Dedica-se também a experiências misteriosas que provocam reações assustadoras em seus auxiliares. Quando fala do futuro da ciência e da humanidade, mostra um enorme entusiasmo e não aceita qualquer tipo de restrição ética às experiências feitas nesse sentido.

ELIZABETH (Monique Lafond) – Enfermeira-chefe da clínica do Dr. Jansen (Ewerton de Castro). É profundamente apaixonada pelo patrão e não esconde seu ressentimento por não ser correspondida.

GAVIÃO (Rogério Fróes) – Superior de Araponga (Tarcício Meira), aparecendo sempre com o rosto oculto por uma máscara. É autoritário e demonstra um profundo inconformismo com a extinção do Serviço Nacional de Informações (SNI). Suspira, romanticamente, quando evoca os “bons tempos”.

MARIETA (Elizabeth Gasper) – Uma senhora que ainda mantém traços que fizeram dela uma bela mulher na juventude. Chegou a ser miss e despertou muitas paixões. Teve um grande amor, mas não chegou a se casar com ele, herdando apenas um apartamento, onde mora. Como conta apenas com uma mísera aposentadoria, consegue um dinheiro extra, essencial para sua sobrevivência, alugando um quarto. É em sua casa que Tuca Maia (Taumaturgo Ferreira) mora.

ARLETE (Carla Marins) – Último caso amoroso do senador Petrônio Paranhos (Paulo Gracindo). Apesar de admirá-lo, participa de um golpe contra ele, instruída pelo namorado, Peracinho (Edgard Amorim): ela quer ter um filho do senador para garantir uma boa herança. No entanto, como o político fez uma vasectomia, o único caminho é a fertilização in vitro, já que ele tem esperma congelado na clínica do Dr. Jansen (Ewerton de Castro). Arlete é fraca de caráter e facilmente influenciável por Peracinho, que a empurra para a marginalidade.

DR. GERMANO (Rodrigo Santiago) – Auxiliar direto e amigo pessoal do Dr. Jansen (Ewerton de Castro). É um homem equilibrado, inteligente, culto e que tem profundos questionamentos quanto às implicações da Engenharia Genética, por se preocupar com a questão de até que ponto o homem deve intervir na reprodução humana.

JUREMA (Ângela Vieira) – Mulher bonita e sensual, ex-mulher de Araponga (Tarcísio Meira), de quem ele se separou alegando que somente poderia viver com uma mulher: a própria mãe, dona Marocas (Zilka Sallaberry). Jurema, no entanto, não se conforma com isso e o persegue, lutando para reconquistá-lo.

ZORA (Heloísa Helena) – Viúva do senador Petrônio Paranhos (Paulo Gracindo) e mãe de Tamara (Lúcia Veríssimo). Zora é uma mulher fina e elegante. Embora nunca tivesse julgado o marido um santo, a revelação das aventuras amorosas do falecido lhe causam um profundo desgosto. Mesmo assim, continua a cultuar sua memória.

ALVES NOGUEIRA (Edwin Luisi) – Redator-chefe do jornal onde Magali (Christiane Torloni) trabalha e padrinho de casamento dela e de Érico (Paulo José). Alves é um excelente profissional e afável no trato com seus subordinados.

DR. DÉCIO (Marcos Waimberg) – Advogado da família Paranhos e responsável pela partilha dos bens da herança do senador Petrônio (Paulo Gracindo). É um profissional conceituado e que impõe respeito.

DALILA (Luiza Brunet) – Mulher belíssima, jovem, sensual, que, de tempos em tempos, aparece na vida de Araponga (Tarcísio Meira).
LÚCIA (Luisa Thiré) – Jovem estudante de Astronomia, apaixonada por Érico (Paulo José), seu professor.

DONA MAROCAS (Zilka Sallaberry) – Mãe de Araponga (Tarcísio Meira), já idosa. Trata o filho como se fosse uma criancinha, incentivando todas as suas excentricidades e não suspeitando de suas atividades.

TIA COLÓ (Maria Odete) – Tia de Nininha (Dira Paes), sobre quem exerce um verdadeiro cerco, não lhe permitindo nenhum voo de liberdade.

FELIPE (Eduardo Galvão) – Guia turístico. Ele pretende dar um golpe em Marieta (Elizabeth Gasper) por considerá-la rica. Torna-se seu amante, visando, apenas, seu dinheiro.

ZÉ DAS COUVES (Milton Gonçalves) – Casado com Mundica (Léa Garcia) e sócio do senador Petrônio Paranhos (Paulo Gracindo) em invenções secretas. Com a morte do político, aproxima-se da família Paranhos. O personagem urina combustível, a chamada urinolina, produto que passa a ser cobiçado por várias pessoas.

WESTINGHOUSE (Thiago Justino) – Mordomo de Tamara (Lúcia Veríssimo) e de João Paulo (Flávio Galvão). É uma figura bastante exótica, sempre vestido com trajes de fantasia.

RIGOLETO (Sergio Luiz Vieira) – Fiel companheiro do general Perácio (Ary Fontoura), sempre reforçando sua paranoia em relação à segurança.

EMÍLIA (Nancy Galvão) – Secretária do senador Petrônio Paranhos (Paulo Gracindo). Posteriormente, passa a trabalhar com a filha dele, Tamara (Lúcia Veríssimo).

MUNDICA (Léa Garcia) – Esposa de Zé das Couves (Milton Gonçalves).

DAYSE SHELDON (Darlene Glória) – Empresária misteriosa e de caráter duvidoso.

Trilha Sonora Nacional e Internacional

Nacional
Arabond – Tema de Araponga
Compositores: Paulo Henrique/ Yuri Cunha
Intérprete: Nova Era

Carta Marcada – Tema de Magali
Compositores: César Camargo Mariano/ Ronaldo Bastos
Intérprete: Simone

Senta a Pua – Tema de Arlete
Compositores: Lulu Santos
Intérprete: Lulu Santos

Imensamente Só – Tema de Jurema
Compositores: Nelson Motta/ Reinaldo Arias
Intérprete: Sandra de Sá

Dias de Lua – Tema de Tamara
Compositores: Cláudio Cartier/ Marco Aurélio/ Paulo César Feital
Intérprete: Emílio Santiago

Estou de Volta – Tema de João Paulo
Compositores
Intérprete: Stryx

Agente Secreto – Tema de Araponga
Compositores: Ary Sperling/ Milton Guedes
Intérprete: Ary Sperling e Milton Guedes

Araponga Mix – Tema de abertura
Compositores: Marcelo Mansur “Memê”
Intérprete: D. J. Marcello Mansur

Estrelas de Outubro – Tema de Érico
Compositores: Paulinho Rezende/ Paulo Debétio
Intérprete: Selma Reis

Nojento – Tema de Tuca Maia
Compositores: M.C. Batata
Intérprete: M.C. Batata

Se Eu Quiser Falar com Deus – Tema de Frei Bernardo
Compositores: Gilberto Gil
Intérprete: Itamara Koorax

Fibra de Herói (Bandeira Do Brasil) – Tema de Perácio
Compositores: Guerra Peixe/ Teófilo de Barros Filho
Intérprete: Banda do Condomínio

Melhores Momentos – Tema de Marieta
Compositores: Michael Sullivan/ Paulo Massadas
Intérprete: Alcione

Idas e Voltas – Tema de Nininha
Compositores: Paulinho Rezende/ Paulo Debétio
Intérprete: Kátia

Internacional:
Secret Agent Man – Tema de Araponga
Compositores: P.F. Sloan/ Steve Barri
Intérprete: Johnny Rivers

Teach Tiger – Tema de Dalila
Compositores: Nino Tempo
Intérprete: April Stevens

Never My Love – Tema de Nininha
Compositores: Dick Addrisi/ Don Addrisi
Intérprete: The Association

Respect – Tema de Arlete
Compositores: Otis Redding
Intérprete: Aretha Franklin

Hurdy Gurdy Man – Tema de Érico
Compositores: Donovan Philips Leitch
Intérprete: Donovan

The Pink Panther
Compositores: Henri Mancini
Intérprete: Henri Mancini

Lazy
Compositores: Belt/ Freight/ McDouglas
Intérprete: Tab “Big Voice” Smith

How Can You Mend A Broken Heart – Tema de Magali
Compositores: Barry Gibb/ Robin Gibb
Intérprete: Bee Gees

A Little Bit Me, A Little Bit You – Tema de Tamara e João Paulo
Compositores: Neil Diamond
Intérprete: The Monkees

Turn! Turn! Turn!
Compositores: Pete Seeger
Intérprete: The Byrds

That’s What I Want
Compositores: John Carter/ Ken Lewis
Intérprete: The Square Set

Don’t Play That Song – Tema de Jurema
Compositores: Ahmet Ertegün/ Benjamin Earl Nelson
Intérprete: Ben E. King

Skyhigh
Compositores: Clive Scott/ Desmond Dyer
Intérprete: Jigsaw

Night Lovers – Tema de Marieta
Compositores: Charles Marx
Intérprete: Charles Marx

0 Comentário para: “Araponga Resumo | Personagens | Trilha Sonora

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *